MeuDeviceMeuDevice

Apple Watch X pode chegar já em 2024 com grandes inovações

A aguardada revelação da próxima iteração da série de smartwatches da Apple deverá ocorrer em setembro, com o lançamento do Apple Watch Series 9. Embora este novo lançamento esteja previsto para trazer uma série de aprimoramentos em relação ao modelo de 2022, as verdadeiras inovações parecem estar sendo reservadas para um futuro próximo. Isso porque rumores indicam que o lançamento do Apple Watch X pode ocorrer em 2024 ou 2025, trazendo consigo a promessa de ser a mais significativa mudança na linha de smartwatches da Maçã desde o seu início, em 2014.

Segundo o renomado jornalista de tecnologia Mark Gurman, da Bloomberg, a equipe de design por trás do Apple Watch X está trabalhando meticulosamente para aprimorar o formato do dispositivo. Na prática, o principal objetivo é criar um relógio inteligente mais elegante e acompanhado de inovadores mecanismos de fixação para as pulseiras.

Apesar de parecer um detalhe bem trivial (verdade seja dita), a otimização no design das fixações das pulseiras possui implicações consideráveis. De acordo com fontes internas da empresa, o design atual das fixações ocupa um espaço substancial dentro do dispositivo, espaço este que poderia ser melhor aproveitado para aumentar a capacidade da bateria ou incorporar componentes adicionais.

Dentro desse contexto, surge a possibilidade de introdução de um sistema de fixação magnética para as pulseiras. Ainda que essa novidade possa não fazer sua estreia com o Apple Watch X, há indícios de que esteja sendo considerada para modelos futuros. Ou seja, a coisa toda parece estar realmente ganhando forma!

Nos últimos anos, o Apple Watch passou por escassas alterações, sendo o lançamento do modelo Ultra um dos pontos mais notáveis. (Imagem: Divulgação / Apple)

Mudanças esperadas para o Apple Watch X podem ir além do aspecto físico

As melhorias não se limitam somente ao design físico. Especulações sugerem que o Apple Watch X pode marcar a transição da tecnologia OLED atual para a utilização de telas microLED. Numa explicação básica, isso poderia representar avanços significativos na reprodução de cores e qualidade de imagem.

Além disso, têm circulado rumores sobre a inclusão de um recurso de monitoramento da pressão sanguínea, adicionando mais uma camada de funcionalidades relacionadas à saúde ao dispositivo.

Quanto ao suposto nome, a decisão de adotar a nomenclatura “X” para esta próxima iteração parece ter um propósito especial, marcando uma década de inovação desde o surgimento da marca em 2014. De fato, essa estratégia não é inédita na Apple, lembrando o lançamento do iPhone X em conjunto com o iPhone 8, introduzindo mudanças revolucionárias que persistem até os dias atuais, como a redução das bordas e a tecnologia de reconhecimento facial Face ID.

Relógio inteligente pode chegar em 2024 ou 2025 com novo encaixe para pulseiras e display de microLED. (Imagem: Divulgação / Apple)

Ideia é fazer do Apple Watch X uma espécie de “divisor de águas”

O movimento pra lá de audacioso de uma renovação significativa para a décima iteração do smartwatch representa um afastamento do ciclo de atualizações incrementais dos últimos anos.

Vale mencionar que o Apple Watch Series 8 apresentou uma evolução notável com a incorporação de um sensor de temperatura corporal. Antes disso, o Series 7 introduziu uma tela de maior tamanho, enquanto o Series 6 trouxe melhorias de desempenho com um chipset mais veloz e a adição de um sensor de saturação de oxigênio. No quesito design, as alterações têm sido relativamente sutis desde o lançamento do Series 4.

Apesar dos refinamentos incrementais serem importantes, é improvável que essas mudanças consigam “fazer a cabeça” dos proprietários do modelo do ano anterior a realizarem uma troca. Por outro lado, a introdução do modelo Ultra criou uma nova categoria, direcionada para atividades ao ar livre e aventuras, embora com um preço premium, custando o dobro do modelo padrão (o que obviamente não é para todos os bolsos).

Leia Também: Apple Watch Ultra: LG compra patentes para acelerar a introdução do microLED

Desde sua estreia em 2014, a Apple tem mantido um ritmo anual de lançamentos para sua linha de relógios inteligentes. Mas o problema com isso é que existe um debate interno em andamento na empresa sobre a sustentabilidade desse ciclo de iteração veloz. Como Mark Gurman observa, esse padrão já foi visto no lançamento do iPad, que posteriormente adotou um cronograma de lançamentos mais espaçado, com intervalos de 18 meses ou mais entre os lançamentos de novos modelos.

O que você acha que a inovação na tela e design do Apple Watch X trará de novo? Deixe o seu comentário! 🍎

Inscreva-se!
Avise-me quando
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Press ESC to close

0
Que tal deixar um comentário?x