MeuDeviceMeuDevice

Eddy Cue: conheça a história de mais um profissional brilhante da Apple!

Eddy Cue é mais um daqueles nomes da Apple que não são muito conhecidos pelo público em geral. No entanto, isso não diminui de forma alguma o brilho desse profissional nascido na Flórida em 1964. Uma de suas principais responsabilidades é a supervisão das lojas da maçã, bem como dos serviços da empresa, incluindo Siri, iCloud e Apple Pay.

Foi em 1989 que Eddy Cue ingressou na Apple. Nove anos depois, graças a ele, a empresa lançou sua primeira loja online e, em 2008, surgiu a Apple Store. Inicialmente, ele foi gerente de equipes de engenharia de software e suporte ao cliente.

Eddy Cue e Steve Jobs: a curiosa relação entre eles

Steve Jobs era, ao mesmo tempo, um gênio e uma pessoa difícil de lidar. Suas decisões eram imperativas na empresa, pois ele acreditava serem as melhores tanto para o presente quanto para o futuro da Apple. Um exemplo famoso de sua interação com Eddy Cue foi relacionado ao iPad. Naquela ocasião, Cue havia aconselhado Jobs a criar uma versão menor do tablet, mas isso encontrou muita resistência por parte do fundador da Maçã.

Enquanto Steve Jobs estava vivo, o projeto do iPad menor não avançou. Foi somente quando Tim Cook assumiu o cargo de CEO que o produto começou a ser desenvolvido. Não podemos deixar de mencionar que Eddy Cue também ajudou a Apple a competir com o Amazon Prime Video e outros serviços de streaming através do Apple TV+, o que lhe rendeu uma remuneração substancial devido ao excelente desempenho na empresa. 

Com o passar do tempo, a Apple percebeu que grande parte de sua receita provinha de seus diversos serviços. Por essa razão, Eddy Cue passou por uma pequena mudança de cargo, de vice-presidente sênior de software e serviços de internet para vice-presidente sênior de serviços.

Embora possa parecer algo de pouca relevância, essa mudança teve como objetivo direcionar mais os esforços da empresa para serviços como Apple TV+ e iCloud. Sendo ainda mais específico, foi traçada uma projeção que indicou que os serviços da Maçã poderiam superar o iPhone em termos de receita! 

Apesar de o smartphone ser um produto que vende praticamente como água, a recorrência é uma tendência que muitas empresas têm adotado. Afinal, uma das principais vantagens é a entrada constante de receita, enquanto os consumidores recebem conteúdo e diversos outros benefícios em troca.

Colocando isso em números, de acordo com a projeção, a receita de serviços por dispositivo girava em torno de 30 dólares. No entanto, as perspectivas indicam que esse valor poderá triplicar no futuro, chegando a 100 dólares. Eddy Cue conta com uma equipe extremamente competente, que o auxilia na criação de serviços com altos valores agregados para os usuários.

Uma frase marcante de Eddy Cue

Talvez a frase mais marcante que Eddy tenha dito em uma entrevista à CNBC seja: “Dizemos não a quase tudo.” Qual é o significado prático dessa afirmação? Bem, a ideia por trás desse pensamento é mostrar que, apesar de a Apple ser muito grande, os projetos precisam ser realmente viáveis para avançarem.

Isso, querendo ou não, envolve dizer “não” muitas vezes. Na entrevista, ele mencionou o jogador de hóquei Wayne Gretzky, que uma vez disse que ia na direção para onde o disco iria, não para onde ele estava anteriormente. Fazendo um paralelo com a Apple, isso significa que a empresa precisa focar não apenas no presente ou no passado, mas também no futuro.

Afinal, como já mostramos aqui no MeuDevice, as empresas de tecnologia precisam entender bem as diferenças entre inovações incrementais e inovações disruptivas. Levando isso para um nível mais filosófico, é como se o mais importante não fosse adicionar funcionalidades a um produto, mas sim otimizar e focar para que os recursos disponíveis funcionem da melhor forma possível.

Eddy Cue é alguém muito respeitado nos corredores da gigante de Cupertino. Além disso, ele é conhecido por suas conversas rápidas e por ser um apaixonado por esportes. Mais especificamente, ele torce para o time de basquete da Universidade de Duke, e seu escritório está cheio de fotos relacionadas à equipe.

Toda empresa comete erros, e esses erros precisam ser corrigidos. Na Apple, a pessoa encarregada de transformar as coisas erradas em acertos era justamente Eddy Cue: tanto o Apple Maps quanto a Siri apresentaram falhas, e foi ele quem tornou essas aplicações aptas a serem disponibilizadas aos usuários sem esses problemas.

Portanto, Eddy Cue, assim como Jonathan Ive, é mais uma daquelas mentes brilhantes da Apple que podem não ser muito conhecidas pelo público em geral. Mas se você usa a Siri, é porque esse profissional contribuiu para que o serviço funcionasse corretamente! O sucesso do Apple TV+ e de outros serviços de assinatura também pode ser atribuído a ele!

O que você achou dessa história? Deixe sua opinião e continue recebendo conteúdo diário sobre o mundo da Apple! 🍎

Inscreva-se!
Avise-me quando
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Press ESC to close

4
0
Que tal deixar um comentário?x