MeuDeviceMeuDevice

Elon Musk ajudará no desenvolvimento do iPhone até 2025

Elon Musk e Apple unidos? Isso mesmo que você leu. Desde o ano passado, a Apple oferece o recurso “SOS de emergência” em seu iPhone 14. Esta opção permite criar um link de satélite para enviar uma curta mensagem de socorro aos centros de emergência. Ao longo dos últimos meses, o serviço tem demonstrado a sua utilidade, salvando a vida de várias pessoas perdidas ou feridas em zonas sem rede telefônica.

Mas este recurso da Apple ainda sofre com vários problemas no seu desenvolvimento. A primeira, e provavelmente a mais importante, diz respeito ao número de satélites disponibilizados à marca Apple para operar esta opção. Quanto menos satélites estiverem disponíveis, menos frequentemente estarão presentes acima de uma pessoa que deles necessita. Os atrasos entre cada passagem podem, portanto, variar de 10 minutos (para a mais rápida) a várias horas para regiões mal servidas por satélites.

Elon Musk e Apple

Lançar satélites em órbita é uma aventura complexa, a Apple prefere evitar entrar ela própria nessa indústria. A empresa da maçã prefere encontrar parceiros que já tenham competências e um grande número de satélites em órbita. A escolha da SpaceX parece então óbvia. Com a constelação Starlink, a empresa pretende conectar o mundo inteiro à internet, sem a necessidade de cabos.

Hoje, mais de 2.000 satélites empresariais voam constantemente acima de nossas cabeças. Com esta enorme frota, a Apple poderia ter um recurso SOS super-rápido. Mas a marca da maçã fez outra escolha, ela manterá seu fornecedor atual, Globalstar que acaba de assinar um contrato de US$ 64 milhões com a SpaceX para o próximo lançamento de grandes quantidades de satélites em órbita baixa.

Até o momento não se sabe a quantidade de satélites que a Globalstar colocará em órbita, mas segundo documento enviado à SEC, os lançamentos deverão ocorrer entre 2023 e 2025. A Apple planeja, por sua vez, continuar a desenvolver esta funcionalidade em seu iPhone 15. A nova geração de telefones da Apple deve ver a luz do dia na próxima semana, durante a palestra de volta às aulas da Apple.

Os satélites que serão implantados pela empresa do Elon Musk foram adquiridos no ano passado de uma empresa canadense por US$ 327 milhões. Para financiar o negócio, a Globalstar conseguiu recorrer às reservas de caixa da Apple. O grupo californiano emprestou de fato 252 milhões de dólares à Globalstar. Este empréstimo faz parte do acordo inicial assinado pelos dois parceiros em 2020. A Apple comprometeu-se efetivamente a pagar 95% dos custos gerados pelo estabelecimento da rede de satélites destinada ao iPhone. É por isso que a firma de Tim Cook acabou injetando 450 milhões de dólares no projeto.

Leia Também:
Atalhos da Siri agora podem controlar carros da Tesla
SOS de Emergência via Satélite no iPhone ajudou a salvar família de incêndio florestal

Com uma rede de satélites crescente, a Globalstar poderia fornecer melhor cobertura para iPhones em caso de emergência. Como mostra uma patente registrada no Escritório de Marcas e Patentes dos EUA, a Apple tem grandes ambições para o recurso. A empresa estuda a possibilidade de ampliar as possibilidades oferecidas pelo sistema. No futuro, os usuários do iPhone poderão compartilhar fotos, vídeos ou enviar mensagens para entes queridos através dos satélites Globalstar. Claramente, a Apple eliminaria completamente as limitações do seu sistema, atualmente confinado a comunicações de emergência.

Será interessante ouvir Tim Cook sobre as mensagens SOS. Ele poderá mencionar o próximo lançamento de mais satélites para avançar ainda mais esta funcionalidade muito útil em situações de emergência.

Não deixe de acompanhar o MeuDevice, pois diariamente estamos trazendo as últimas atualizações sobre o universo da Maçã e você não pode ficar por fora de nada! Não esquece de compartilhar este post com seus amigos!

Não esqueça de deixar seu comentário logo abaixo e participar do Sorteio do Mês!

Inscreva-se!
Avise-me quando
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Press ESC to close

0
Que tal deixar um comentário?x