MeuDeviceMeuDevice

“iWoz”: conheça o livro escrito pelo cofundador da Apple!

Sem dúvida, Steve Jobs tornou-se muito mais conhecido do que Steve Wozniak, o outro cofundador da Apple. No entanto, o livro “iWoz – A Verdadeira História da Apple Segundo Seu Cofundador” apresenta uma perspectiva diferente, revelando que Woz (seu apelido) desempenhou um papel muito mais importante na empresa do que se imagina! Estamos falando de um homem que projetou o hardware dos primeiros dispositivos da Maçã e, embora tenha passado pouco tempo na companhia, deixou um legado significativo devido à sua genialidade.

Na prática, os conhecimentos dos dois Steves se complementaram, resultando em produtos que tiveram um impacto significativo no público e no mercado. “iWoz” foi escrito pelo próprio Wozniak em 2006 e narra a história de um homem que desde jovem tinha um interesse profundo em eletrônicos, transformando isso muito além de uma profissão, mas sim em uma paixão.

“iWoz” mostra um autor obcecado em impactar as pessoas por meio da tecnologia

Para entender o tamanho do legado de Steve Wozniak, sempre é importante lembrar que, naquela época, um computador não era algo tão acessível como é hoje. De fato, se analisarmos os tempos modernos, é possível fazer uma compra sem sair de casa, por meio de uma loja virtual que entregará o produto na sua residência, mediante pagamento. Às vezes, para atrair o cliente, o e-commerce pode até oferecer frete grátis.

Por outro lado, nos anos 70, quase tudo era inexplorado. Nas páginas de “iWoz”, fica claro como Steve era alguém obcecado pelo consumidor, buscando desenvolver dispositivos mais acessíveis e fáceis de usar. Um período crucial na vida do co-fundador da Apple foi sua participação no Homebrew Computer Club. Este era um espaço que Steve frequentava enquanto trabalhava na divisão de calculadoras da HP.

Mas o que era esse clube? Bem, o seu objetivo era desenvolver dispositivos de informática que pudessem ser utilizados por usuários comuns. Segundo “iWoz”, esse foi o ponto de partida que levou Steve Wozniak a concentrar sua atenção em criar um produto que pudesse ser vendido em grande escala: foi daí que surgiram marcos históricos da gigante de Cupertino, como o Apple I.

Outro ponto interessante que Steve Wozniak aborda em seu livro “iWoz” é a sua convicção de que os computadores deveriam ter um número reduzido de conexões e chips, sem sacrificar funcionalidade. Para um engenheiro de computação, alcançar um equilíbrio desse tipo não é tarefa simples, mas Steve era uma pessoa determinada e conseguiu alcançar esse feito notável para a sua época.

Por exemplo, tanto o Apple I quanto o Apple II podiam ser conectados a uma televisão. Isso permitia que a TV funcionasse como monitor, ao mesmo tempo em que possibilitava a entrada de dados através de um periférico simples de teclado.

Em “iWoz”, Steve ressalta um outro ponto fundamental: o seu impulso não era impulsionado pelo desejo de acumular riqueza, mas sim pela ambição de tornar a tecnologia da informação mais acessível para as pessoas, e isso sem dúvida alguma tem uma conexão direta com o Homebrew Computer Club.

Projetos abertos

Em uma linguagem um pouco mais técnica, os primeiros computadores da Apple eram projetos abertos. Steve não via isso como um trabalho, mas uma diversão; algo que ele fazia com entusiasmo nas horas em que não estava ocupado com o seu trabalho na HP.

E o que exatamente tornou esse projeto aberto bem-sucedido? A intervenção de Steve Jobs, é claro! Ele percebeu que a ideia tinha potencial, atuando como intermediário na venda das primeiras 100 unidades do computador cujo hardware havia sido projetado por Steve Wozniak.

Mesmo para aqueles que não têm afinidade com a eletrônica, “iWoz” aborda o tema de maneira envolvente, refletindo o apaixonado interesse do autor por chips e circuitos de computador. Nesse sentido, uma das “técnicas” usadas por ele no decorrer de “iWoz” é a repetição, no intuito de facilitar o entendimento dos leitores. 

E se você é engenheiro ou entusiasta de eletrônica, “iWoz” deve ser seu livro de cabeceira! Empreendedores também podem encontrar na obra uma excelente fonte de inspiração, até porque, como já falamos, Steve Wozniak não era movido pelo dinheiro, mas sim pela vontade de tornar a tecnologia mais presente na vida das pessoas. 

Tá, mas qual era a verdadeira intenção do autor ao escrever “iWoz”? Pois bem, uma das motivações era desmistificar certas “fake news” sobre a Apple, as quais ele se empenhou em esclarecer ao longo do livro. 

O que você achou deste conteúdo sobre “iWoz”? Compartilhe a sua opinião nos comentários e continue acompanhando o nosso blog para se manter atualizado sobre o mundo Apple! 🍎

Inscreva-se!
Avise-me quando
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Press ESC to close

0
Que tal deixar um comentário?x