MeuDeviceMeuDevice

Você sabia que a Microsoft salvou a Apple da falência? Entenda essa história!

Talvez você já tenha lido em nosso blog sobre as disputas de mercado entre a Maçã e a empresa de Bill Gates. Mas e se lhe dissermos que a Microsoft salvou a Apple da falência? Pois bem, isso aconteceu em 1997, quando Jobs retornou à empresa que fundou.

Na época, a Microsoft decidiu comprar 150 milhões de dólares em ações da Apple. É importante lembrar que a Microsoft estava indo muito bem, com as vendas em alta do sistema operacional Windows. Por outro lado, a Apple, sem Steve Jobs, estava perdendo prestígio no mercado e corria risco real de falência.

Como a Microsoft salvou a Apple da falência?

Na verdade, mesmo antes de Jobs retornar, já havia rumores de que a Microsoft iria salvar a Apple da falência. Assim que ele voltou, fez uma ligação para Bill Gates e, usando sua incrível capacidade persuasiva, convenceu o “rival” a comprar suas ações. Vale lembrar que havia uma disputa judicial entre as duas empresas, mas esta e outras pendências relacionadas a patentes foram deixadas de lado.

Então, foi mais ou menos assim que a Microsoft salvou a Apple. Com o investimento de 150 milhões de dólares, a Microsoft também disponibilizou o Internet Explorer e o Microsoft Office nos computadores Macintosh. Nesse período, a capa da revista “Time” (imagem abaixo) mostrou Steve ligando para Bill e agradecendo pela compra das ações.

Depois que a Microsoft salvou a Apple, como foi feito o anúncio oficial?

Steve Jobs anunciou o acordo com a Microsoft para o mundo todo no Macworld Expo de 1997. Além disso, ele também explicou como planejava tornar a Apple uma empresa renomada no mercado novamente, causando reações mistas no público.

Afinal, como se sabe, as duas empresas mantinham uma base fiel de consumidores desde os anos 80. Para um usuário do Windows, por exemplo, não era fácil ver com bons olhos que a Microsoft havia salvado a Apple, e vice-versa. No entanto, as desconfianças pareciam ter diminuído quando Bill Gates apareceu no telão, impactando todos os presentes!

E quanto ao plano de Steve Jobs para reerguer a Apple? Com o apoio da Microsoft, as ações da Apple não apenas pararam de cair, mas também se valorizaram, e essa solidez no mercado se consolidou em 2000, com o lançamento do iMac. Em seguida, vieram sucessos como o iPod e o iPhone.

Uma lição importante pode ser tirada desse episódio em que a Microsoft salvou a Apple. Apesar de serem concorrentes, isso não as impediu de comprar e vender ações entre si, nem de firmar parcerias em benefício dos clientes e da sociedade. O mercado pode ser menos hostil do que se pensa, com as empresas colaborando e deixando rivalidades e disputas por patentes de lado. 

Contudo, vale ressaltar que a Microsoft não se tornou proprietária das ações após salvar a Apple. O que aconteceu foi uma recompra dos papéis pela própria Apple anos depois, o que é uma operação permitida por lei. Após esse investimento, a empresa de Steve Jobs se tornou a primeira a atingir 1 trilhão de dólares em valor de mercado em 2018!

E foi assim que a Microsoft salvou a Apple da falência, ajudando a Maçã a se tornar uma empresa tão amada e admirada pelas pessoas! Talvez o ponto central da negociação tenha sido a habilidade persuasiva de Steve Jobs, que o ajudou a chegar onde chegou e conquistar uma legião de fãs.

Você já sabia sobre o investimento da Microsoft na Apple? Deixe sua resposta nos comentários! 🍎

 

Inscreva-se!
Avise-me quando
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Press ESC to close

0
Que tal deixar um comentário?x