MeuDeviceMeuDevice

Novos ajustes do Chrome para MacBooks prometem aumentar a vida útil da bateria

O Google anunciou nesta semana uma atualização recente do Chrome no Blog do Chromium, que promete otimizar a duração da bateria em dispositivos MacBook, agradando aos seus proprietários. A intenção é atrair usuários que migraram para o navegador doméstico da Apple, o Safari, que é conhecido por ser otimizado para se harmonizar com hardware e software da marca.

A postagem destaca que os usuários do MacBook Pro M2 de 13 polegadas agora poderão navegar na internet por até 17 horas ou assistir ao YouTube por 18 horas com uma única carga. Além disso, se o modo de economia de energia do Chrome for ativado, o Google promete um bônus adicional de até 30 minutos de tempo de navegação, o que também beneficiará usuários de MacBooks mais antigos.

Essa atualização é uma excelente notícia para os usuários do Chrome que utilizam MacBooks, que agora podem aproveitar a navegação por períodos mais prolongados sem se preocupar com a duração da bateria. Com esses recursos adicionais, o Google espera recuperar parte do público que migrou para o Safari, apresentando uma opção aprimorada e eficiente para suas necessidades diárias de navegação na web.

Segundo o desenvolvedor de software para Chrome, François Doray, em declaração ao The Verge, as melhorias realizadas no navegador também serão implementadas nas próximas versões para dispositivos com sistema operacional Windows, Linux e Android.

As mudanças que o Google fez no Chrome para melhorar seu desempenho em MacBooks

Ideia do Google é atrair usuários do Safari para o Chrome.
Ideia do Google é atrair usuários do Safari. (Imagem: 9to5Mac)

Para melhorar o desempenho e reduzir o consumo de energia do navegador Chrome, o Google realizou uma série de ajustes técnicos. O primeiro ajuste foi realizado nos iFrames, tags que permitem a abertura de outras páginas a partir de uma página inicial. O objetivo foi ajustar a heurística de coleta de lixo e compactação de memória para reduzir o uso de memória de curto prazo, resultando em menor consumo de energia.

Outra alteração foi realizada nos temporizadores do Javascript, que foram ajustados para ativar com menos frequência a CPU. Também foram simplificadas as estruturas de dados, uma vez que muitas maneiras de armazenar conjuntos de informações tinham acessos frequentes com a mesma chave. O padrão de acesso foi otimizado, resultando em uma redução significativa do consumo de energia.

Além disso, a interface Modelo de Documento por Objetos (DOM) foi ajustada para melhorar o desempenho do Chrome. Com a ajuda de um bot, o Google identificou padrões de alteração que não afetam os pixels na tela e alterou o navegador para detectá-los e ignorar as etapas desnecessárias de estilo, layout, pintura, varredura e GPU. Essa mudança permitiu que o Chrome economizasse energia e melhorasse o desempenho em páginas da web com grande número de alterações.

Leia Também: Qual o melhor mouse para Mac em 2023?
Leia Também: Como encontrar a versão do macOS instalada em seu computador Apple

Essas mudanças técnicas representam um grande avanço no aprimoramento do navegador Chrome, tornando-o mais eficiente e menos exigente em termos de energia. Com esses ajustes, o Google oferece aos usuários uma experiência de navegação mais suave e eficiente, sem sacrificar a qualidade ou a funcionalidade.

E você, qual navegador costuma usar em seu MacBook? Deixe o seu comentário! 🍎

Inscreva-se!
Avise-me quando
guest
1 Comentário
Anterior
Novidade Mais Votado
Inline Feedbacks
View all comments
Leonardo Miguel
Leonardo Miguel
1 ano atrás

Atualizações sempre são bem vindas, ainda mais pra melhorar a bateria a vida útil da bateria!

Press ESC to close

0
Que tal deixar um comentário?x