MeuDeviceMeuDevice

Seguro para iPhone: será que vale o investimento em 2023?

Assim que compramos um celular da Apple no Brasil, é natural pensarmos em um seguro para iPhone. Mas será que vale o investimento? Bem, quando se trata de proteger ou prolongar a vida útil do aparelho, os usuários da marca estão sempre em busca de soluções.

O iPhone é um dispositivo caro, e com a moeda do dólar sempre mais valorizada que o real, cogitar a possibilidade de roubo, furto ou algum outro tipo de dano pode ser preocupante, né?! É nesse momento que a opção de um seguro se torna algo essencial para a maioria das pessoas.

Principalmente para quem reside em alguma metrópole do país, onde o número de assaltos assusta, poder contar com um serviço de proteção para um bem material se torna imprescindível. Infelizmente, o Brasil é um dos lugares do mundo onde mais acontecem roubos de celulares. Uma triste realidade!

Há, porém, a necessidade de analisar cada caso e estar constantemente atento ao perfil de proposta que as seguradoras têm a oferecer. A área de seguros é muito relativa, e pode ser que você nunca precise acioná-la, mas também pode ser que precise hoje mesmo. Eis a grande questão!

Devido à praticidade, optei por assegurar meu iPhone 13 pelo Nubank, mas há diversos bancos e seguradoras disponíveis no mercado com os quais você pode cotar. Eu prefiro sugerir esse não só porque é o que conheço, mas também porque tem um vídeo-tutorial no canal “Edu Castro Aqui” que você pode conferir abaixo:

Quando penso em seguro para iPhone, quais pontos devo analisar?

Um ponto crucial durante a sua pesquisa sobre seguro para iPhone é o cálculo entre as parcelas e a franquia a ser paga, caso acione o serviço. Para evitar fraudes, as seguradoras têm cobrado esse valor (além das parcelas) no momento da entrega do prêmio contratado, e isso é importante considerar.

Outro ponto muito importante é saber o que de fato está incluso no serviço de proteção e quais situações não estão previstas. Por exemplo, a propaganda pode dizer que há cobertura completa em caso de roubos e furtos, mas talvez não cubra o sinistro ocorrido fora da presença do contratante.

É importante também certificar-se de que o valor das parcelas somado ao da franquia contratada realmente compensará no final. Ou seja, se o valor das parcelas e da franquia for muito alto, talvez seja mais inteligente guardar esse dinheiro para o caso de precisar investir em outro aparelho.

Para mim, investir em um seguro para iPhone com parcelas relativamente baixas por mês e com uma franquia dentro do que posso me comprometer é, sim, um bom investimento. Isso porque tenho a consciência de que moro em uma das cidades mais violentas do país: o Rio de Janeiro.

Lembre-se também que o conserto de um aparelho Apple pode ter custos altíssimos aqui no Brasil, e a garantia da empresa não cobre todos os contextos aos quais estamos expostos. Pense, por exemplo, em uma tela quebrada (algo super comum de acontecer) e no quanto isso custaria.

Sem um seguro para iPhone, quanto posso gastar em alguns consertos pela Apple?

Um dos motivos pelos quais ouço muita gente dizer que não deseja comprar um produto da Apple são os custos que podem ser gerados por possíveis danos aos aparelhos, caso não seja contratado um seguro para iPhone, por exemplo.

Veja também: Apple está lançando patches de segurança para iPhone e Mac em 2023

Algo muito comum de ver por aí são usuários precisando de reparos nas telas ou trocar a bateria de seus aparelhos. Quando pesquisei esses serviços para meu aparelho anterior, o iPhone 8 Plus, fiquei extremamente assustada com o valor da cotação oferecida no site de Suporte da Apple.

Cotação de alguns serviços de conserto pela Apple.
Cotação de alguns serviços de conserto pela Apple.

Por esse motivo, preferi guardar meu dinheirinho suado para quando pudesse investir em um modelo mais recente, e assim o fiz. Curiosamente ou não, isso me pareceu mais uma estratégia da Apple para que os clientes sigam investindo em aparelhos novos.

Decidi contratar o seguro para iPhone do Nubank, e agora, o que devo fazer?

Ao contratar o seguro para iPhone, em primeiro lugar, tenha em mãos alguns documentos, além de uma conta no Nubank em seu nome, é claro. De imediato, você vai precisar do IMEI do seu aparelho Apple. Esse número vem descrito na caixa de embalagem e também pode ser encontrado em Ajustes.

Para encontrá-lo, acesse Ajustes > Geral > Sobre > IMEI, conforme ilustrado nas fotos que tirei e acrescentei a este texto. Anote o número do IMEI e, depois disso, siga as instruções de contratação dentro do aplicativo do Nubank.

Seguro para iPhone: será que vale o investimento? (2023)
Passo a passo de como acessar o número do IMEI Apple.

Eu optei pelo pagamento de parcelas via cartão de crédito e acho interessante que todo mês, quando vai chegando perto do dia de pagamento, o próprio aplicativo me notifica que será debitado o valor referente ao seguro. No meu caso, R$ 77,90 mensais.

E aí, você ainda tem alguma dúvida com relação aos serviços de seguro para iPhone? O que pensa sobre o assunto? Já contratou o seu ou acha que não vale a pena investir num plano de proteção para seu smartphone? Conta pra gente nos comentários! 🍎

Inscreva-se!
Avise-me quando
guest
1 Comentário
Anterior
Novidade Mais Votado
Inline Feedbacks
View all comments
Cora Coralina caetano
Cora Coralina caetano
8 meses atrás

Já que produtos Apple são para um público selecionado nada mais justo do que fazer seguro afinal se acontecer alguma coisa É uma garantia

Press ESC to close

0
Que tal deixar um comentário?x