MeuDeviceMeuDevice

Tela retina e tela true tone: Qual é a diferença?

Com toda certeza você já ouviu falar sobre tela retina e tela true tone, mas sabe qual é a diferença entre elas? Em 2010, a Apple mudou a maneira como pensávamos sobre as telas móveis, com o iPhone 4 apresentando uma tela retina exclusiva na época.

Seis anos depois, a empresa introduziu outro desenvolvimento completamente novo para monitores, a  tela true tone. Tela retina e tela true tone possuem grandes diferenças e te contaremos quais são neste post, então continue lendo para ficar por dentro de tudo.

Tela retina

‘Tela retina’ é o nome comercial usado pela Apple para as telas LCD, IPS e OLED. Nesse tipo, a densidade de pontos-pixels na tela é tão alta que o olho humano é incapaz de distinguir pixels individuais na imagem. Como mencionado no início do post, o primeiro smartphone com tela retina foi o iPhone 4. Ele recebeu resolução de 960 × 640 pixels, o que era mais do que suficiente para uma tela de 3,5 polegadas, afinal, eram 326 PPI (pixels por polegada).

Inicialmente  os monitores da Apple não foram desenvolvidos com base no PPI, mas com base no parâmetro pixel por grau (PPD). Isso define melhor a capacidade do olho humano de distinguir detalhes a uma certa distância. Ao criar essa métrica, a resolução da tela e o ângulo de visão são levados em consideração. O iPhone 4 tinha um PPD de 57.

Quando o primeiro MacBook Pro com tela Retina foi lançado em 2012, ele atingiu a resolução recorde de 2.880 × 1.800 pixels em uma tela de 15,4 polegadas. Ao mesmo tempo, o PPI foi ainda menor que o do iPhone 4 (220 vs. 326), mas o PPD foi maior, sendo de 79.

Atualmente quase todos os dispositivos da Apple têm uma tela Retina. Para o consumidor, isso não diz absolutamente nada sobre exatamente quantos pixels por polegada ele receberá, afinal, a tela do Apple Watch é bem diferente do monitor do iMac.

Tela retina e tela true tone: Qual é a diferença?

Tela true tone

Ao contrário de termos como HD, 4K, Retina, entre outros, “true tone” não tem nada a ver com o número de pixels na tela. Sua área de responsabilidade são cores e contrastes. A principal tarefa é garantir que a cor branca perfeita permaneça sempre branca e perfeita, em qualquer luz externa. E quanto mais “branco” for o display, mais contraste ele terá.

Você já reparou que a luz da manhã tem um tom levemente avermelhado, e no meio do dia é amarelada? Não? Já era de se esperar, afinal de contas, nosso cérebro “filtra” especificamente as sombras.

As telas modernas refletem bem a luz, mas nosso cérebro não percebe isso e ainda está tentando filtrar o que não está lá. Como resultado, nossa percepção das cores na tela é prejudicada. A tela true tone compensa isso adicionando cores quentes à tela. O cérebro filtra alegremente a imagem e obtemos uma cor branca “real”, como uma folha de papel A4.

Tela retina e Tela true tone são
exclusivas da Apple?

Não, outros fabricantes rambém utilizam ambas, mas não utilizam o nome ‘tela retina’. Hoje você não vai surpreender ninguém com um notebook Windows de 13 polegadas ou um smartphone de 5,5 polegadas com resolução 4K.

O mesmo pode ser dito sobre o true tone. Se por um lado, a Apple estava realmente à frente de seu tempo com a tela retina, por outro lado o true tone nem se tornou o primeiro no mercado. A linha Samsung Galaxy dos principais smartphones usa telas adaptáveis ​​com os mesmos recursos há vários anos.

Leia Também: Telas flexíveis: Apple registra patente para dispositivos dobráveis
Leia Também: Apple investe em telas de micro LED para substituir o OLED no iPhone

Não esqueça de deixar seu comentário logo abaixo e participar do Sorteio do Mês!

Inscreva-se!
Avise-me quando
guest
2 Comentários
Anterior
Novidade Mais Votado
Inline Feedbacks
View all comments
Welton
Welton
1 ano atrás

Telas da Apple muito boas desde Sempre

renato fonseca
renato fonseca
1 ano atrás

top meu amigo,estou no sorteio hein rsrsr

Press ESC to close

0
Que tal deixar um comentário?x